Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \20\UTC 2011

Nesta quarta-feira, 21, o Movimento dos Pequenos Agricultores e a Via Campesina realizam novas mobilizações reivindicando a anistia e a renegociação das dívidas dos Pequenos Agricultores em todo o Brasil. No Espírito Santo acontecerão manifestações nas cidades de Pinheiros, Muqui, Nova Venécia, Santa Maria de Jetibá e Barra de São Francisco. Ao todos, cerca de 2 mil camponeses e camponesas de todo o estado estarão mobilizados.

A pauta de reivindicação da inclui a anistia das dívidas dos agricultores com valor de até R$ 12 mil e a renegociação das dívidas com valores superiores, com prazo de 15 anos para quitação a juros zero. O valor total das dívidas da agricultura familiar no Brasil chega a R$ 29 bilhões. Além do rebate das dívidas, os camponeses cobram do governo mais créditos e investimentos na agricultura familiar.

Com o valor bruto da produção 89% superior ao do agronegócio, a agricultura
familiar terá apenas R$ 16 bilhões para financiamento de custeio e investimentos para a safra 2011/2012, enquanto o agronegócio terá R$ 107,2 bilhões.

A maior parte do endividamento dos camponeses se deu em função da falta de investimentos públicos na pequena agricultura, levando muitas famílias a procurarem crédito para se manter no campo e garantir a produção agrícola. Mesmo com pouco incentivo do governo, a agricultura camponesa é responsável por mais de 70% da produção de comida comercializada no país, conforme divulgado no último Censo Agropecuário.

Por isso, a anistia das dívidas é entendida como forma de potencializar a produção de alimentos no campo brasileiro, oferecendo possibilidade de novos investimentos para as famílias camponesas e garantindo maior qualidade de vida na zona rural.

No dia de mobilizações que marca também a luta em defesa das florestas, os camponeses protestam ainda contra as alterações no Código Florestal e denunciam o uso abusivo de agrotóxicos pelo agronegócio, que deu ao Brasil o título de país bi-campeão mundial em consumo de agrovenenos.  Os atos acontecem em todo o País.

Anúncios

Read Full Post »

O Movimento dos Pequenos Agricultores manisfesta total apoio à mobilização dos Estudantes da Universidade Federal do Espírito Santo que, democraticamente, se organizam em defesa de uma universidade pública, gratuita e de qualidade para todos.
A Universidade Pública, como espaço de produção do conhecimento, deve atender aos interesses da sociedade e garantir uma educação comprometida com a reflexão crítica e a igualdade, servindo como instrumento do povo na construção de uma sociedade sem classes e sem qualquer tipo de opressão.
Somos também solidários à greve dos docentes e técnicos administrativos da Ufes, que desempenham papel fundamental na construção do saber acadêmico. Sabemos que uma educação de qualidade passa pela valorização dos espaços universitários e, em especial, pela valorização do seu quadro de professores e funcionários.
Há anos as Universidades Federais vem sendo sucateadas e sofrendo inúmeras tentativas de privatização, que atentam contra a qualidade do ensino e contra a autonomia da produção do saber. Defendemos a educação como um direito, e não como mercadoria. A produção do conhecimento deve ser livre, autônoma, financiada com recursos públicos e voltada para as demandas da classe trabalhadora.
Movimento dos pequenos Agricultores / Espírito Santo

01 de setembro de 2011

Read Full Post »